análise swot de uma empresa

6 minutos de leituraAnálise SWOT de uma empresa: como se destacar no mercado

Fazer uma avaliação do mercado, estabelecer objetivos, metas e determinar ações para alcançá-las são medidas fundamentais no planejamento estratégico de qualquer empreendimento. E é justamente para garantir que esse plano tenha resultados eficazes que realizar a análise SWOT de uma empresa é uma das ferramentas de gestão fundamentais para a saúde de qualquer negócio.

O método SWOT já é bastante conhecido e aplicado por gestores de grandes empresas, como auxílio para compreender a relação do negócio com o mercado e conhecer profundamente quais são os pontos fortes e fracos da organização e, assim, melhorá-los.

Entretanto, diversas micro e pequenas empresas ainda não tem o hábito de utilizar essa ferramenta como estratégia de crescimento de seus negócios. Inclusive, parte delas, sequer trabalha com um planejamento de ações voltadas para o futuro. E isso é algo que precisa ser modificado com urgência. Afinal, é preciso conhecer bem seus pontos fortes e fracos para conseguir sobreviver e crescer em um mercado dinâmico e cada vez mais agressivo.

Para te auxiliar com esse assunto, fizemos este pequeno guia de como você pode utilizar a análise SWOT para impulsionar o seu negócio. Confira!

O que é a análise SWOT?

SWOT é a abreviação das palavras de língua inglesa: strengths, weaknesses, opportunities e threats. No português, podem ser traduzidas como forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, e chamada de “análise FOFA”.

Com a premissa básica de que a empresa só consegue atuar sobre o que conhece e tem controle, a análise estratégica SWOT, ou apenas análise SWOT, é um dispositivo de gestão que avalia os cenários internos e externos de um negócio, através da matriz SWOT.

Esse método de análise possui o objetivo de formular ações para otimizar o desempenho da empresa no mercado, determinando ações e iniciativas práticas que a ajudem a crescer.

Além disso, a análise SWOT é uma ferramenta que permite que os gestores:

  • possuam melhor compreensão dos cenários internos e externo da empresa;
  • enxerguem com mais clareza que papel o negócio está desempenhando no segmento do qual faz parte;
  • e tenham respaldo para tomar decisões mais estratégicas.

É por isso que recomenda-se o uso dessa ferramenta no auxílio do direcionamento estratégico de organizações de qualquer porte.

Como estruturar a matriz SWOT do meu negócio?

O primeiro passo para executar a análise SWOT de uma empresa é construir a estrutura da matriz SWOT do negócio. 

A metodologia SWOT tem um conceito bem simples de aplicação que se baseia na construção da matriz, que nada mais é do que um quadro resumo de fácil visualização e entendimento.

Assim, essa matriz deve condensar todas as informações coletadas durante a avaliação dos ambientes e, de forma intuitiva, irá facilitar a análise e elaboração de estratégias futuras.

Veja o passo a passo para criar a estrutura da sua matriz da análise SWOT:

  1. Monte uma tabela com quatro quadrantes. A tabela deve ter duas colunas e duas linhas (como se fosse um quadrado com uma cruz dentro);
  2. Dedique a primeira linha da tabela para o ambiente interno da empresa. Assim, na primeira linha e do lado de fora do quadrado, escreva ambiente interno;
  3. Quadrantes do ambiente interno: forças e fraquezas. Dentro do primeiro quadrante desta primeira linha, escreva forças. No segundo, escreva fraquezas;
  4. Já a segunda linha deve ser dedicada ao ambiente externo à empresa. Da mesma maneira que você procedeu no passo 2, agora escreva ambiente externo;
  5. Quadrantes do ambiente externo: oportunidades e ameaças. Dentro do primeiro quadrante desta segunda linha, escreva oportunidades. No segundo, escreva ameaças;
  6. Por fim, escreva dentro de cada quadrante as oportunidades, ameaças, forças e fraquezas que você consegue identificar para o seu negócio.
Veja também:  Como fazer um orçamento de serviço que converte

No fim, o que a matriz SWOT analisa são as lacunas presentes na operação da empresa e que podem ser aproveitadas, de maneira estratégica, para ganhar vantagem competitiva e alavancar o negócio.

Como realizar a análise SWOT de uma empresa?

Com a estrutura da matriz montada, o próximo passo é fazer o preenchimento das informações.

A partir da análise do ambiente interno será possível determinar suas forças e fraquezas. E será a análise do ambiente externo quem definirá as oportunidades e ameaças dentro do mercado.

Mas você sabe como exatamente fazer a análise dos ambientes?

É simples. Essa análise deve partir da resposta a algumas perguntas sobre a realidade da sua empresa e do mercado no qual você está inserido.

Uma dica relevante é contar com perspectivas diferentes na hora de responder essas perguntas. Assim, o resultado fica ainda mais próximo da realidade do negócio, aumentando as chances de ganho de vantagem no mercado.

Confira alguns exemplos abaixo:

Forças

São os elementos e características intrínsecas ao seu negócio e que representam uma vantagem sobre a concorrência.

Quanto mais for favorável ao posicionamento da sua empresa, mais importante e relevante é a característica. 

Você também pode interpretar como sendo uma força do seu negócio, todos os elementos que estão sobre o seu controle.

Para chegar nas respostas certas, faça perguntas como:

  • Em quais atividades minha empresa se destaca?
  • Quais os melhores recursos?
  • Quais características os clientes alegam gostar mais?

Fraquezas

São elementos e características internas que desfavorecem o empreendimento em relação à concorrência ou mesmo interferem no desenvolvimento do negócio.

É importante observar que, aqui, a empresa tem controle sobre as fraquezas e deve tentar mudar de alguma forma, impedindo que essas falhas a prejudiquem.

Para encontrar os pontos fracos da sua empresa, tente obter as respostas para perguntas do tipo:

  • Por que a concorrência teve preferência sobre o meu produto em determinada venda?
  • Os treinamentos estão cumprindo tanto as necessidades dos colaboradores quanto da empresa?

Oportunidades

As oportunidades são os fatores externos, que fogem do controle da gestão, mas que criam um cenário favorável para a empresa

Para identificar as oportunidades, vale fazer pesquisas para identificar eventos, temporários ou não, que possam impactar diretamente os negócios.

Na hora de realizar seu benchmarking, lembre-se de ter um roteiro pronto para te guiar na identificação das lacunas de oportunidades.

Veja também:  Passo a passo: como criar processos em uma empresa para melhorar a eficiência operacional

Alguns questionamentos como “Existem novas empresas entrando no mercado? Se sim, o que elas oferecem que o meu produto ainda não oferece?”.

Aqui, é preciso ter cuidado para não despender energia com características pouco relevantes. Para evitar que isso aconteça, é aconselhável fazer um cruzamento de informações. 

Compare as necessidades que o seu time de vendas já conseguiu identificar nos leads da sua empresa com as características dos seus concorrentes. Dê mais atenção para os fatores que estiverem na intersecção dos dois grupos.

Ameaças

Da mesma forma que o quadrante anterior, as ameaças são situações que fogem do controle da empresa, mas neste caso são elementos que criam um ambiente desfavorável ao seu negócio. 

A análise desses fatores deve ser feita com muita cautela, pois envolve conjunturas que podem ter um forte impacto negativo nas estratégias e resultados do seu planejamento.

Aqui, novamente utilizaremos a técnica da pesquisa, mais especificamente do benchmarking.

A identificação das ameaças também poderá abranger a análise de situações futuras com base em situações presentes. Ou seja, qual cenário você poderá esperar do mercado futuramente como consequência do que está acontecendo hoje.

Por exemplo, o aumento do dólar é uma ameaça para as empresas aéreas, pois irá interferir no preço do combustível.

Já analisei todos os ambientes, e agora?

Ao terminar o preenchimento da matriz, é necessário fazer a correlação dos dados. A análise dessas informações nos leva a entender, claramente, quais são as forças e as fraquezas do ambiente interno da empresa. E esse conhecimento se transforma em ações para enfrentar as ameaças e aproveitar as oportunidades do ambiente externo.

Tenha em mente que sua estratégia deve levar em consideração as alternativas para que os fatores internos possam contornar o que foge ao controle.

Para encontrar a melhor estratégia para o seu negócio, existem quatro perguntas básicas que podem ajudar na sua tomada de decisão:

  1. Como minhas forças podem me defender das ameaças?
  2. Como minhas fraquezas podem tornar as ameaças piores?
  3. Como minhas forças podem intensificar as oportunidades?
  4. Como minhas fraquezas podem atrapalhar minhas oportunidades?

O que muda no método SWOT aplicado às pequenas e médias empresas?

O modelo de matriz que apresentamos anteriormente é aplicável a qualquer tipo e tamanho de empreendimento. O que deve mudar é a forma como a coleta dos dados vai ser feita e como será feito o procedimento de análise das informações.

Para as pequenas empresas, por exemplo, o ideal é que a concorrência seja analisada da forma mais ampla e as oportunidades apenas localmente. Prefira avaliar primeiro as empresas com porte equivalente ao seu, ao invés de grandes marcas. Isso porque empresas menores, normalmente, alcançam um público mais regional e específico.

Os ajustes precisam ser feitos de acordo com o cenário e a realidade de cada empresa.

Somente desta forma será possível observar com clareza como sua empresa está no mercado. E gerar informações relevantes para elaborar um planejamento estratégico mais seguro, capaz de auxiliar no caminho que seu negócio vai trilhar rumo à liderança.

Conhecer os pontos fortes e identificar as fraquezas do seu negócio é o primeiro passo para garantir um planejamento estratégico mais bem definido e assertivo para os resultados.

E a aplicação da metodologia SWOT é a estratégia mais adequada para empresas que visam o desenvolvimento mais seguro perante um mercado cada vez mais exigente e competitivo.

Por isso, mesmo que seu empreendimento seja pequeno, não desconsidere o uso dessa importante ferramenta. Realize a análise SWOT o mais rápido possível e fortaleça sua marca diante da concorrência.

Ficou com alguma dúvida sobre como fazer análise SWOT de uma empresa? Deixe seu comentário e te ajudaremos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *