mesa de escritório contábil vexpenses

1 minutos de leituraContabilização do Reembolso de Despesas: Contabilizar como receita do escritório?

Contabilização do Reembolso de Despesas

Você sabe como realizar a contabilização do Reembolso de Despesas de sua empresa? Essa é uma dúvida frequente de vários escritórios de advocacia pelo Brasil. Alguns desses que aprenderam da maneira mais difícil (após serem “pegos” pelo fisco). Entenda como não correr esse risco e ter as despesas do escritório organizadas da melhor maneira possível, dentro da lei e das melhores práticas do mercado.

Artigo publicado na página ConJur – Consultor Jurídico destaca a necessidade de um controle rígido dos reembolsos pelos escritórios de advocacia pois os mesmos serão alvos de fiscalização. Caso o fisco não consiga verificar a veracidade de tais documentos, os mesmos serão glosados. 

O VExpenses pode ajudar a resolver este problema do seu escritório. É possível deixar arquivado em nuvem todas as despesas que os advogados tiverem na prestação de quaisquer serviços para os clientes. Além disso, o Financeiro do Escritório ganha controle sobre todo o processo, podendo inserir a política de despesas de seu escritório, os Centros de Custo e os projetos (Clientes) que os advogados estão trabalhando.

Adotando um sistema de Gestão de Reembolso de Despesas, o departamento financeiro de seu escritório pode retirar relatórios consolidados de despesas, filtrando da maneira que desejar, escolhendo o período desejado e se quer observar as despesas por centros de custo, projetos, tipo da despesa, forma de pagamento, etc.

Com essas informações em mãos, os sócios do escritório podem tomar decisões gerenciais para otimizar os gastos feitos em viagens e reuniões de negócios. Por exemplo, supondo que os gestores identificaram que os gastos com alimentação são muito altos nessas viagens, tomam então a decisão de limitar o valor com alimentação para seus colaboradores quando almoçam sem clientes.

Veja também:  Relatório de Viagem: dicas para melhorá-lo + modelo gratuito!

Para mais detalhes técnicos sobre o assunto, confira o texto na íntegra, que pode ser encontrado em: ConJur – Reembolsos de Despesas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *