cultura organizacional

5 minutos de leituraCultura organizacional: tudo o que você precisa saber!

Há quem diga que “a propaganda é a alma do negócio”. Me arrisco a te dizer que a alma do negócio não é a propaganda, mas sim a cultura organizacional da empresa. Mas você sabe do que isso se trata?

A cultura organizacional é a responsável por manter a unidade do seu negócio e mantê-lo no caminho do desenvolvimento. Trata-se de muito mais do que estratégias competitivas de mercado, a cultura da empresa é responsável pela retenção e atração de novos de talentos, fidelização de clientes e muito mais.

Além disso, a cultura organizacional é o principal fator do crescimento da mentalidade de que o trabalho deve ser um lugar prazeroso.

Mas, para conseguir utilizá-la em seu favor, é preciso realmente entender o que é, como funciona, quais os tipos e maneiras de aplicação.

Leia esse post até o fim para entender o que é a cultura organizacional e como torná-la a maior aliada do sucesso do seu negócio.

O que é cultura organizacional?

O conceito geral de cultura é aquilo que um grupo de pessoas compartilha, como elas interagem entre si e como o ambiente evolui baseado nessas interações. Parte-se da crença de que um conjunto de ideias ou práticas são essenciais ao ambiente. Para a cultura organizacional isso não é diferente. 

A cultura organizacional, também conhecida como cultura empresarial, é formada pelo modo como a empresa trata seus funcionários e clientes, maneira de fazer negócios, ideias e práticas que prioriza como essenciais para seu ambiente.

Essas práticas ficam estabelecidas, e se guiam, pelos valores, missão e, principalmente, objetivo da empresa. Assim, a cultura organizacional é a própria essência da empresa, consolidada nos hábitos diários dos seus colaboradores.

As características principais que formam a cultura organizacional são: inovação, atenção aos detalhes, orientação para os resultados, orientação para as pessoas e equipes, agressividade e estabilidade.

Além disso, a cultura incorpora três níveis: dos artefatos, dos valores compartilhados e dos pressupostos.

O nível dos artefatos é formado por características facilmente percebidas e visíveis, como hierarquia, grau de formalidade etc.

O segundo nível é um pouco menos perceptível do que o primeiro. Ele abrange o nível da filosofia da empresa, normas e valores consolidados pelos fundadores.

Por fim, o terceiro nível é formado pelo que as pessoas dentro da empresa acreditam. Ou seja, nesse nível estão os sentimentos e crenças inconscientes e o propósito da empresa como um todo.

Os tipos de cultura que você pode encontrar por aí são: 

  • a cultura do poder, voltada ao poder que é mantido por algumas poucas pessoas, com orientação a resultados; 
  • a cultura dos papéis, orientada por regras, cargos e funções definidas, destacam-se por serem mais burocráticas; 
  • a cultura das tarefas, foca em projetos e o poder fica nas mãos de quem está capacitado a solucionar problemas. A flexibilidade é uma característica forte em empresas com esta cultura;
  • a cultura de pessoas, tem o colaborador em primeiro lugar, e cultiva a consciência de que a empresa é formada por pessoas, e por isso está sempre as valorizando e as incentivando.
Veja também:  Aplicativo mobile de gestão: vantagens e desvantagens

No geral, a cultura empresarial será a manifestação na prática dos valores da empresa.

Quando uma cultura é considerada forte é porque ela está consolidada e os valores da empresa são compartilhados por todos os membros envolvidos. E esse é o status que todas as empresas devem buscar.

Quais os benefícios de uma cultura organizacional forte?

A cultura da empresa serve, principalmente, para guiar as atitudes dos colaboradores. Ela promove um entendimento da personalidade da empresa tanto para os clientes, quanto para os próprios funcionários, gerando uma identificação e compartilhamento de valores. Essa sintonia provocada pela cultura organizacional tem como consequência relações comerciais muito mais saudáveis.

Outros benefícios de uma cultura organizacional forte, e que merecem destaque, são: 

Melhora o engajamento

Quando as pessoas se identificam com valores e com uma missão, elas tendem a se esforçar mais e se envolvem mais nas atividades da empresa, uma vez que a sensação de pertencimento aumenta. 

O reconhecimento do esforço de cada um aumenta a motivação dessas pessoas. Quando isso ocorre em um ambiente com uma cultura forte, o resultado se amplifica. 

Além disso, quando os colaboradores estão mais engajados com a empresa, eles também estão alinhados com as informações e objetivos, o que reflete positivamente na realização de reuniões. 

Reuniões em excesso podem atrapalhar a produtividade, porém, em empresas com uma cultura forte, os encontros se tornam rápidos, criativos e objetivos, devido a maior participação e contribuição dos colaboradores.

Aumenta a produtividade

A melhora no engajamento dos colaboradores tem origem, principalmente, no aumento da satisfação e felicidade que uma cultura consolidada proporciona. E pessoas felizes e engajadas produzem mais, com mais qualidade.

Além disso, a melhora da produtividade reflete nas vendas e nos resultados, gerando um aumento no ROI (retorno sobre o investimento) da sua empresa.

Melhora o relacionamento profissional

Quando as pessoas compartilham os mesmos valores, a convivência se torna muito mais simples.  A cultura irá guiar os relacionamentos entre pessoas, times e departamentos, tornando-os melhores. 

Ao mesmo tempo, a cultura também melhora a comunicação entre todos na empresa, estimulando a cooperação e o trabalho em equipe.

Aperfeiçoa o serviço ao cliente

A cultura direciona como deve ser o relacionamento com o cliente. Aqui no VExpenses, por exemplo, temos a cultura do “cliente me primeiro lugar” e isso orienta todas as ações que tomamos dentro da empresa.

Além do que, os clientes também criam uma sintonia com a cultura da empresa e conseguem perceber quando algo vai mal. Nesse quesito, uma cultura consolidada permite que todos aprendam a gerenciar situações adversas, se relacionando melhor e oferecendo um serviço aperfeiçoado ao cliente. Neste contexto a fidelização do cliente é certa.

Veja também:  10 dicas para otimizar a Gestão Financeira de sua empresa

Aumenta a satisfação e a felicidade com a empresa

Esse benefício é o mais importante de todos, uma vez que todos os outros derivam dele.

Quando as pessoas trabalham em ambientes que compartilham dos mesmos valores que os delas, isso as torna muito mais felizes, confortáveis e satisfeitas. Um ambiente confortável estimula e extrai o melhor desempenho dos colaboradores, e pode ser percebido no dia-a-dia.

Aliás, o alinhamento entre valores culturais e habilidades técnicas melhora o índice de retenção de talentos na empresa. Isso porque a cultura direciona de maneira mais eficiente o processo de recrutamento e seleção, com o chamado fit cultural. 

Como construir uma cultura organizacional forte?

A cultura organizacional da empresa terá origem, invariavelmente, nos valores que os fundadores idealizaram para a organização. 

Cada membro novo que entra para o time ajuda a moldar a cultura, uma vez que sua consolidação depende das ações praticadas no dia-a-dia.

Para criar uma cultura organizacional forte, é necessário que os líderes guiem constantemente as equipes no caminho determinado originalmente pelos fundadores. Trata-se de estar alinhado, o mais fidedignamente possível, aos valores originais, sem perder a flexibilidade.

Assim, o papel do líder é manter o time atualizado sobre tudo o que está acontecendo, ou seja, o primeiro requisito para criar uma cultura forte é uma comunicação organizacional funcionando eficientemente. Não hesite em reforçar a mensagem em reuniões semanais ou mensais, ou através de outros meios de comunicação, na frequência que sentir necessário para sua empresa.

Mais do que comunicar, é necessário que você dê o exemplo. Aja sempre de acordo com a maneira que você deseja que a cultura da sua empresa se consolide. Ações possuem muito mais impacto do que discursos. Dê a devida importância para a imagem interna da sua empresa.

Além disso, tenha cuidado no recrutamento de novos membros. Após definido os valores que você quer manter na sua companhia, você saberá quais atributos serão necessários nas suas equipes. Dessa forma, a difusão da cultura precisa estar diretamente relacionada com a contratação de pessoal. Prefira uma seleção por fit cultural.

Como a cultura é formada por uma crença coletiva de que um conjunto de ideias ou práticas são essenciais para um ambiente, uma pessoa contrária a essas ideias pode desestruturar o grupo e enfraquecer a cultura organizacional.

Estruture os processos da sua empresa, preze pela transparência das informações e planejamento, dê atenção à sua equipe ao dar e receber feedbacks. Tomando esses cuidados você estará no caminho certo para consolidar a cultura da sua empresa como uma cultura forte.

Por último, nunca se esqueça que consolidar os valores da sua empresa na rotina empresarial não significa fazer todo dia a mesma coisa, mas se certificar de conviver diariamente dentro dos valores que você determinou para o seu negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *