Economizador de bateria

Economizador de bateria: guia estratégico para um melhor desempenho

O uso de aplicativos de gestão já é uma realidade bastante comum na rotina corporativa. Esses “ícones clicáveis” nos oferecem cada vez mais soluções práticas que tornam nossos celulares ferramentas de trabalho e nos deixam refém, principalmente, da duração da bateria. Um economizador de bateria pode parecer uma boa solução, mas será que não existem melhores maneiras de poupar a energia dos nossos smartphones?

Segundo o último Relatório de Desempenho e Tendências para Aplicativos Android realizado pela Avast, software de antivírus, existem alguns aplicativos que são campeões em consumir a bateria do seu celular. Mas, aqueles que inicializam automaticamente em segundo plano, quando você liga seu celular, é que são os verdadeiros vilões.

Além disso, a outra grande parte da energia dos smartphones é consumida pelas funções do sistema, como manter a tela ligada.

Usar um economizador de bateria para resolver esses problemas nem sempre é a melhor solução, uma vez que eles podem comprometer o desempenho do seu celular. Na rotina corporativa essa prática é totalmente indesejável, pois acaba afetando diretamente a sua produtividade.

Se você sofre de baixa duração de bateria, leia esse post até o final e iremos te dar várias dicas para você começar a poupar energia já, sem depender de economizador de bateria e sem afetar a sua produtividade profissional.

Como funciona a função “economia de energia” do celular?

A atuação da funcionalidade “economia de energia” sobre a performance do smartphone varia de acordo com o fabricante

Os celulares da Apple costumam ter seu desempenho menos afetado pela aplicação do que a redução experimentada pelos usuários do Android. Isso ocorre porque o economizador de bateria do Google promove muitas modificações no comportamento dos aplicativos que funcionam em segundo plano.

Nos celulares com sistema iOS, o modo econômico afeta seis recursos, sendo três desativados completamente. A assistente virtual, Siri, para de funcionar, todos os aplicativos em segundo plano deixam de ser atualizados, transferências de dados automáticas são interrompidas, a busca de e-mail é reduzida, o tempo de bloqueio automático da tela é padronizado para 30 segundos e, por fim, alguns efeitos visuais são desativados.

Já nos aparelhos Android, dependendo da sua versão do sistema operacional, alguns recursos a mais são afetados.

Desde o Android 5 Lollipop, os usários contam com o modo de economia de bateria. Essa funcionalidade é responsável por desativar a sincronização dos aplicativos e por fazer os apps em segundo plano funcionarem no modo soneca.

O modo soneca é responsável por adiar a CPU em segundo plano e a atividade de rede de aplicativos quando o aparelho está desconectado.

O Android 6.0 Marshmallow possui o Modo Doze, que é a combinação de dois recursos de economia de energia: o soneca e o aplicativo em espera, que retarda o funcionamento de rede em segundo plano dos aplicativos menos utilizados.

Já o Android 8 exibe restrições mais severas com os limites da execução em segundo plano, sob o nome de “otimização da bateria”. Essa funcionalidade impede, principalmente, a transmissão de dados para aplicativos em segundo plano, permitindo poucas solicitações de atualização de localização por hora.

Além disso, o economizador de bateria do Android desativa o GPS, diminui os limites de vibração do aparelho e reduz a velocidade do processador.

Como poupar bateria sem depender de um app economizador de bateria?

Algumas dicas para economizar bateria são estratégicas para otimizar o desempenho e, principalmente, a economia de energia do seu smartphone. Aqui, iremos te guiar por cada uma delas, divididas em dois momentos: otimizando as funcionalidades do sistema e otimizando o funcionamento dos seus apps.

Como poupar bateria otimizando as funcionalidades do sistema?

1- Diminua o brilho da tela

Como já te contei anteriormente, uma das funções do sistema que mais exigem recursos da bateria é manter a tela ligada. Isso porque a tela possui muitos pixels, de diferentes cores, que demandam grandes quantidades de energia para se manterem acesos. 

Além do mais, a tela é um dos principais componentes para o uso do seu smartphone, e quanto maior a tela, maiores gastos de energia.

Para otimizar a bateria do seu celular, vale a pena apostar na diminuição do brilho da tela. Você pode fazer isso a partir da aba de acesso rápido (também chamada de barra de notificações) do celular ou através do caminho: configurações > tela > nível de brilho.

Veja também:  Estratégia competitiva: como turbinar sua empresa utilizando análise de dados

Se você trabalha em locais fechados com boa iluminação, como em escritórios, a diminuição do brilho da tela não irá te atrapalhar a usar seu celular.

2- Reduza o tempo do bloqueio automático da tela

outro fator responsável por esgotar a vida da bateria do seu smartphone é programar um intervalo muito grande para o bloqueio automático da tela. Quanto maior o tempo para ocorrer o bloqueio automático, mais tempo o display do seu celular permanece aceso e gastando energia.

Para evitar o desperdício de bateria, aconselha-se programar o tempo de bloqueio para no máximo 1 minuto.

Para a maioria dos celulares, o caminho para reduzir o tempo de bloqueio automático da tela é: configurações > tela > suspensão/ bloqueio da tela

3- Use papéis de parede escuros e estáticos

Ainda falando sobre o display do seu celular, optar por papéis de paredes escuros e estáticos te ajudará, e muito, a poupar bateria. Isso acontece porque os papéis de paredes escuros demandam menos luminosidade, e quando estáticos gastam menos energia do que os famosos “Live Wallpapers” por não estarem constantemente em movimento.

Para trocar a imagem de fundo do seu celular, você pode ir pela galeria > selecionar a imagem que deseja > clicar nos três pontinhos no canto da tela > definir como imagem de fundo.

Ou ainda, você pode pousar o dedo sobre o plano de fundo do seu celular e segurar até que apareça a opção “Planos de fundo” ou “Fundo”. Selecione essa opção e defina um wallpaper escuro para o seu smartphone.

4- Reduza o número de widgets

Widgets são os atalhos para o seus favoritos, como agenda, que ficam na tela do seu smartphone. Esses componentes rodam o tempo todo em segundo plano e, assim, consomem boa parte da bateria do celular. 

Outra estratégia para otimizar a duração da sua bateria é reduza a quantidade de widgets que você tem disponível. Deixe apenas aqueles realmente essenciais, mas, se possível, livre-se de todos os widgets.

Para eliminar os widgets você deve tocar e segurar um deles até aparecer a opção “remover”. Depois, é só arrastar o widget até a opção. Pronto, sua bateria está durando um pouco mais!

5- Nunca mantenha Wi-Fi, dados móveis, Bluetooth e GPS sempre ligados

Funções de conectividade também são vilãs na hora de poupar bateria. Ligue-as apenas quando for utilizá-las, no mais sempre desativadas!

Outro truque para conservar a bateria do seu celular é dar preferência para conexões wi-fi na hora de usar a internet. Porém, quando não houver nenhuma conexão disponível, lembre-se de manter a funcionalidade desativada.

Para desativá-las, basta ir na parte de redes sem fio das configurações do seu celular, ou acesse-as através da barra de acesso rápido

6- Desative o modo vibração

O modo vibração deve ser usado com consciência quando o assunto é poupar bateria. A execução de uma vibração no celular exige muito mais potência do que executar um ringtone

Se você está em uma situação que exige silêncio, como em uma reunião, ative o modo silencioso e esqueça o modo vibração pelo bem da vida da sua bateria.

Você pode desativar o modo vibração tanto pela barra de acessos rápidos quanto pelo caminho: configurações > sons & vibração.

7- Desative as funções especiais

Alguns aparelhos possuem funções especiais como o Face ID ou recursos de gestos e movimentos. Essas funções exigem bastante energia da bateria para se manterem funcionando.

A “Suspensão inteligente”, presente em alguns celulares da marca Samsung, é um exemplo dessas funções especiais. Ela faz uso da câmera frontal para manter a tela ligada enquanto o usuário olha para o visor, consumindo, assim, expressivas quantidades de energia.

Se você tem como objetivo otimizar a vida da sua bateria, não hesite em desativar essas funções. Aliás, desative-as imediatamente!

8- Pare de ficar buscando sinal

Quando o aparelho se encontra “sem serviço” o melhor a fazer é ativar o modo avião. Seu celular está sempre buscando sinal, principalmente quando está em uma área com má recepção da sua operadora. Essa busca não cessa enquanto um sinal mais forte não é encontrado pelo telefone, o que acarreta em gasto de bateria.

Por isso, a maneira mais eficiente de evitar o desperdício de bateria é ativando o modo avião. Em casos extremos como esses, não espere muito tempo para ativá-lo, caso contrário a duração da sua bateria cairá vertiginosamente.

9- Não deixe seu celular no calor

Expor o seu smartphone a altas temperatura pode acarretar em lentidão de alguns processos. Processos mais lentos gastam mais bateria.

Por isso, evite deixar seu celular tomando sol, ou na direção da saída de ar do notebook, enfim, em locais que apresentem altas temperaturas.

Como poupar bateria otimizando o funcionamento dos seus apps?

1- Identifique os apps top gastões

Além dos apps identificados no relatório da Avast, que citamos anteriormente, faça uma auditoria no seu smartphone e descubra quais são os seus apps top gastões.

Indo em Configurações > Bateria, você conseguirá acessar um relatório sobre o consumo da bateria do celular. O relatório apresenta a quantidade de bateria restante, o tempo de duração ao qual essa porcentagem se refere e quais os apps que mais consumiram sua bateria desde a última carga.

Veja também:  Gestão de produtividade: Como eliminar falhas de gestão que afetam a produtividade

Identifique os apps responsáveis por gastar maiores quantidades de energia. Toque sobre eles para ter uma informação mais detalhada dos gastos de cada um. Passe a abrir menos o aplicativo, limite os dados em segundo plano dele, encerre os processos ou até mesmo desinstale-o de vez, caso ele não seja tão útil.

2- Otimize o gasto de energia dos apps

Nas configurações da bateria, você também encontrará uma função chamada “Otimização da bateria”. Essa função irá otimizar a energia que seus apps estão consumindo.

Para isso, selecione tanto os apps que você mais usa, quanto os top gastões que você identificou anteriormente (se forem os mesmos, melhor ainda) e verifique se a função “otimização da bateria” está ativada. Se não estiver, toque em “otimizar” para que se inicie o processo de otimização.

3- Reduza as notificações e troca de dados automáticas

As funções de notificação, sincronização e envio de dados automáticos atuam sempre buscando conexão com a internet. Além disso, no caso das notificações, cada uma delas faz com que seu celular acenda uma luz e emita um aviso sonoro ou vibratório. Todas essas atividades acabam exigindo recursos do hardware, que resultam em maiores gastos de energia.

Procure gerenciar as notificações e trocas de dados automáticas do seu smartphone. Se possível desative-as completamente. Mas, se isso não for possível, reduza-as deixando apenas aquelas que são realmente indispensáveis para sua rotina. Para isso, vá em configurações > Gerenciar apps > toque em cada um dos apps para configurar as notificações e trocas de dados automáticas.

4- Restrinja as permissões dos seus apps

Deixar muitos apps com acesso aos seus dados pessoais cai no mesmo problema da sincronização e troca de dados automáticos. Além disso, quanto maiores quantidades de processos o app faz, mais bateria ele irá consumir.

Limite a concessão de permissão dos seus apps em Configurações > Gerenciar apps > clique no aplicativo para abrir mais informações > Permissões do app. Pronto! Agora você pode gerenciar as permissões de acesso dos apps, limitando a troca de informações.

Dê uma maior atenção à apps que estejam usando o serviço GPS desnecessariamente. Desative a permissão de localização desses apps para que eles parem de consumir mais bateria do que deveriam.

Limitando as permissões dos apps, você terá menos processos ocorrendo em segundo plano e uma bateria mais duradoura!

5- Mantenha seus aplicativos sempre atualizados

Os desenvolvedores estão sempre consertando erros e melhorando os apps para que eles ofereçam aos usuários a melhor experiência possível. Entre essas melhorias, muitas vezes são inclusos aperfeiçoamentos da eficiência energética do app, para que ele consuma menos bateria para rodar.

Por isso, é aconselhável sempre manter seus apps atualizados. Porém, não utilize a atualização automática, prefira atualizá-los manualmente. 

Para isso você precisa acessar a App store (Play Store no Android ou Apple Store no iPhone) > Meus apps > Atualizações, e autorizar as atualizações disponíveis de todos os aplicativos.

6- Não tenha dó de se desfazer dos seus apps

Existem alguns apps que nós baixamos e não usamos tanto, tampouco são imprescindíveis para nosso dia a dia. Mesmo quando você não usa um aplicativo há um tempo, ele pode estar rodando em segundo plano, e roubando energia da sua bateria.

Não hesite em desinstalar seus apps mais ociosos. Ao tomar essa atitude você estará prevenindo que mais processos em segundo plano ocorram e diminuam a vida da sua bateria. Mas, prefira desinstalá-los manualmente, sem utilizar apps terceiros. 

Para isso, basta você tocar e segurar o aplicativo na tela inicial até que apareça a opção “desinstalar”, e, então, arraste-o até a opção. Ou você pode fazer o caminho: Configurações > Gerenciar apps > Tocar sobre o app desejado > desinstalar.

Prefiro utilizar um app economizador de bateria, qual devo usar?

Se mesmo depois de todas as estratégias de economia de energia que te passamos, você ainda optar por instalar um aplicativo economizador de bateria, temos algumas dicas para te dar. Mas, esteja ciente de que apesar de fazerem o serviço para você, esses apps ainda podem interferir no desempenho de algumas funções do seu smartphone, como já explicamos anteriormente.

1- Greenify

Esse app funciona semelhante ao Modo Doze do Android. Além de permitir a ativação do modo agressivo de economia de bateria do Modo Doze, esse app também possui a opção de hibernação automática, entre outras funções.

2- DU Battery Saver

O aplicativo promete otimizar em 50% o tempo de uso da bateria do celular, além de possuir a função de resfriamento e carregamento otimizado.

3- Deep Sleep Battery Saver

Além de permitir a ativação do modo de “sono profundo”, o app também permite que você crie e gerencie perfis, controle as preferências de conexão e escolha quais serão ignorados ao bloquear a tela.

Agora você já tem um arsenal estratégico para otimizar o desempenho da sua bateria e nunca mais deixar isso ser um empecilho para a sua produtividade! É hora de colocar mãos à obra!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Economizador de bateria: guia estratégico para um melhor desempenho”