gestão logística

3 minutos de leituraComo fazer uma gestão logística eficiente

Quando falamos em fidelização de clientes, sempre mencionamos o fato de a logística representar uma grande fatia da satisfação do cliente na compra. Isso por que, assumindo o caso dos e-commerces, a plataforma, o preço e o atendimento são importantes para efetuar a venda, mas a entrega é fato crucial para quem quer ter sucesso no segmento de venda online.

Nesse cenário o grande desafio para os varejistas de e-commerce é o transporte das mercadorias no Brasil, que corresponde a mais da metade dos gastos, seguido da armazenagem e do manuseio – que também são processos de logística.

Após realizar a compra através do site, o consumidor fica ansioso para receber o produto em casa. O consumidor 4.0 quer inovação e agilidade. A demora no atendimento e entrega são os fatores que mais fazem o cliente abandonar a compra. Segundo uma pesquisa divulgada pelo site E-commerce Brasil, realizada em grandes países como Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos, Japão, Reino Unido e Rússia, mais de 50% dos consumidores procuram o fornecedor concorrente quando se frustram na experiência da compra e não voltam mais na loja para pesquisar.

Para te ajudar com esse desafio, a equipe da Bling! preparou esse post com as melhores práticas para desenvolver uma logística mais eficiente, baseando-se no caso dos e-commerces no Brasil. 

Dicas para uma logística mais eficiente

Diante dos desafios que a logística representa no Brasil, é importante destacar alguns pontos para gerar maior efetividade na realização dos processos logísticos, confira algumas dicas:

1) Organização: gerenciar os processos internos de forma automatizada é o primeiro passo para garantir maior produtividade e aumento de tempo para os colaboradores desenvolverem papéis menos mecânicos. 

O e-commerce movimenta mais a economia a cada ano devido a junção do perfil do novo consumidor e do empenho das empresas em expandir seus negócios e automatizar os processos. O Bling!, além de ser um sistema de gestão online eficiente e prático também dispõe de integração logística com diversos sistemas e soluções como o SigepWeb dos Correios, Intelipost, SHL, Pier8, Total Express, JadLog, entre outros. Além disso, é o ERP pioneiro em realizar integração com o sistema e-Fulfillment dos Correios.

2) Armazenagem: Esse passo deve ser analisado com cuidado, principalmente com produtos perecíveis, que requerem maior controle de temperatura e tempo monitorado em estoque. Produtos eletrônicos delicados também necessitam de cuidados especiais no ambiente de armazenagem, como proteção de umidade e altas temperaturas. 

Foque na organização do controle de estoque, além de analisar fatores como a limpeza do espaço para garantir a qualidade dos produtos que estão armazenados, sejam eles tecidos, eletrônicos, móveis, ou qualquer outro produto que será entregue ao consumidor. 

Com tudo bem organizado, fica fácil a visualização dos produtos e suas especificações, como cuidados no manuseio e manutenção interna. Isso também contribui para a etapa de separação do produto, que deve ser feita com cuidado para não errar no pedido do cliente, como modelo, tamanho ou outras especificações.

3) Embalo e preparo do produto: Assim que o consumidor realiza a compra, ele já idealiza o seu recebimento. Por isso, a embalagem deve ser feita com cuidado em material adequado e exclusivo para cada tipo do produto. Isso para que a entrega chegue em perfeito estado ao cliente. Além disso, alguns e-commerces apostam em formato de embalagem personalizada, o que acaba dando ao consumidor um senso de exclusividade na compra.

4) Transporte: Depois que o produto sai do controle de estoque, ele passa pelo transporte até chegar ao cliente. Nessa etapa, é importante garantir a segurança dos produtos, já que podem ocorrer problemas com o sistema de transporte e até roubos de carga ou extravio de mercadorias. Por isso, a transportadora deve oferecer os serviços de rastreamento e escolta das cargas, já que é um fator importante para que o produto chegue até o consumidor com segurança, evitando problemas para o e-commerce e colocando o produto sob responsabilidade dela a partir do transporte. Isso evita custos extras ao seu negócio.

5) Logística reversa: Após a entrega ser realizada com sucesso, pode ocorrer casos em que sejam necessárias trocas ou devoluções de mercadoria. Isso é a logística reversa, um processo que surgiu com o comércio eletrônico, e vai desde o contato do consumidor com o SAC da empresa, passa pela geração de um código de postagem e conta com a devolução do produto pelo cliente. 

Assim que a mercadoria chegar ao centro de distribuição (CD), é necessária a conferência do produto e seu estado, para então seguir com a troca ou reembolso. Esse processo também precisa ser ágil, e para isso, quanto mais a empresa estiver automatizada, melhor.

A experiência de compra passa por todos esses caminhos, não é somente o melhor preço que fideliza o cliente, mas a satisfação com o produto entregue no prazo definido e nas condições esperadas. Com a utilização do Bling, o trabalho se torna mais intuitivo e ágil, por ser um sistema de gestão integrado, desde o cadastro dos produtos, até a emissão de nota fiscal e integrações logísticas. Faça um teste grátis e confira na prática as facilidades do Bling!

Veja também:  Passo a passo: como criar processos em uma empresa para melhorar a eficiência operacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *