relatório de viagem

Relatório de Viagem: dicas para melhorá-lo + modelo gratuito!

O relatório de viagem é uma ferramenta muito importante tanto para o viajante corporativo quanto para a empresa.

No texto a seguir, vamos ver:

  • Os benefícios do relatório de viagem para os funcionários;
  • Os benefícios do relatório de viagem para a empresa;
  • Os desafios em relação ao relatório de viagem;
  • Dicas para melhorar o relatório de viagem em sua empresa;
  • Planilha gratuita para elaborar um relatório de viagem;
  • Como economizar tempo e dinheiro ao fazer os relatórios de viagem.

Boa leitura!

Benefícios do relatório de viagem para os funcionários

O relatório de viagem descreve, essencialmente, as despesas de viagem. Para o funcionário, o relatório de viagem é importante para prestar contas e solicitar reembolso das despesas.

O reembolso de despesas é uma prática muito comum em empresas em que há funcionários que viajam a trabalho – afinal é obrigatório que as empresas cubram as despesas de viagem.

O relatório de viagem promove, portanto, o embasamento necessário para que o funcionário peça reembolso à empresa. Além disso, é importante para sua própria declaração de imposto de renda de pessoa física (IRPF).

Despesas de viagem a trabalho reembolsadas pela empresa são isentas de imposto de renda, conforme a legislação.

No entanto, elas precisam ser explicadas na sua declaração de IR e devem respeitar algumas particularidades. Saiba mais sobre essas questões e a importância da prestação de contas para a declaração de IRPF!

Benefícios do relatório de viagem para a empresa

Para a empresa, o relatório de viagem é importante para o controle financeiro e a otimização da gestão financeira do negócio.

Com uma base de dados sobre as viagens corporativas, é possível analisar as despesas de viagem e o custo do serviço prestado conforme a região, a equipe, o período. Ou seja, da forma que for pertinente para analisar o desempenho dos serviços e dos viajantes.

Este tipo de análise é essencial para verificar a viabilidade de tais viagens e também para tomar decisões estratégicas sobre a prestação de serviços em determinadas regiões.

O uso de dados para a tomada de decisões estratégicas é uma das principais características da gestão financeira moderna.

Assumir este papel estratégico, por sua vez, é essencial para que a equipe de finanças otimize a gestão financeira do negócio e alcance melhores resultados para o negócio.

Criar a cultura de gestão de dados e análises estratégicas é importante também para implementar análises mais ricas que agregarão mais valor à gestão – como a análise preditiva financeira.

O relatório de viagem é uma das fontes de dados sobre as viagens corporativas e por isso, deve ser usado também de maneira estratégica.

Além disso, o relatório de viagem é importantes para evitar fraudes no processo de reembolso de despesas.

Conforme pesquisa realizada por consultorias, as fraudes no ambiente corporativo não se restringem a sistemas de corrupção complexos.

Assim, ações como arredondar valores de reembolso na prestação de contas e uso indevido de cartão corporativo pode se tornar corriqueiras.

Por isso, o relatório de viagem também auxilia na prevenção de fraudes, ao detalhar e comprovar as despesas de viagem.

Desafios no relatório de viagem

Mesmo sendo benéfico para funcionários e empresas, grandes desafios surgem envolvendo o relatório de viagem.

Um dos entraves mais comum é a falta de um modelo de relatório de viagem ou a falta de padronização.

Esse tipo de desorganização toma tempo do viajante corporativo, que fica sem orientações precisas do que deve conter em seu relatório. Ademais, dificulta o trabalho de quem o revisa e aprova os reembolsos.

A GBTA (Global Business Travel Association) realizou um estudo em que 1 a cada 5 relatórios de despesas eram enviados com erros ou informações faltantes.

Na pesquisa, o tempo para a correção de um relatório era praticamente igual ao tempo médio para fazê-lo – indicando expressivo desperdício de tempo e recursos com retrabalho.

A desorganização na prestação de contas também pode prejudicar o envio de notas fiscais – que comprovam efetivamente as despesas.

Assim, a falta de padronização do relatório de viagem pode tornar o processo de prestação de contas mais caro e impreciso – impedindo desfrutar completamente dos benefícios que enumeramos.

Outro desafio dos viajantes corporativos e equipe financeira é realizar os relatórios de maneira que fazê-lo e revisá-lo não seja um processo engessado, que tome tanto tempo.

A seguir, você pode conferir nossas dicas de ações e ferramentas para lidar com esses entraves!

relatório de viagem

Dicas essenciais para melhorar os relatórios de viagem

Você não tem ideia de como transformar o relatório de viagem de mera burocracia para uma rica fonte de dados sobre as viagens corporativas?

Confira a seguir, duas dicas essenciais para aprimorá-lo.

Estabeleça uma política de reembolsos

A política de reembolsos é fundamental para que os funcionários conheçam quais despesas são reembolsáveis, os valores de reembolso, o processo de solicitação de reembolso, os prazos e o método de prestação de conta.

Assim, ela deve servir de base para o processo de prestação de contas e reembolso.

Sua estruturação também auxilia na redução do tempo gasto com processos desorganizados e confusos. Veja como elaborar uma política de reembolso de despesas em 10 passos.

Padronize o modelo de relatório

A padronização ajudará a economizar tempo de quem o faz, de quem revisa e de quem aprova o reembolso das despesas descritas no relatório de viagem, além de diminuir o retrabalho.

O conteúdo pode variar e é necessário observar quais são as informações valiosas que você deseja captar.

Julgamos essencial conter: data, destino, nome do viajante corporativo, nome do responsável, despesas com descrição e valores, além de anexos de comprovantes fiscais.

Criamos uma planilha gratuita para exemplificar exemplificar e te ajudar com a padronização do relatório de viagem!

Ao recebê-la, não se esqueça de nos mandar um feedback sobre a planilha e eventuais dúvidas sobre relatórios de viagem.

Mas é claro, antes de baixá-la, temos uma dica ainda mais especial para quem quer dar um passo além no aprimoramento dos relatórios de viagem. Continue a leitura!

Quer dar um passo adiante e economizar nos relatórios de viagem?

Além da padronização, é possível alcançar resultados ainda melhores nos relatórios de viagem com a automatização.

A automatização de processos e o aproveitamento da transformação digital é uma das nossas principais dicas para modernizar a gestão de despesas e reduzir custos em sua empresa.

Na elaboração do relatório de viagem e no processo de prestação de contas, não poderia ser diferente.

Com a escolha de um software adequado como o VExpenses, é possível tornar o preenchimento do relatório de viagem automático e padronizado – economizando tempo e dinheiro.

Usando o VExpenses, o funcionário pode fotografar as notas fiscais para reembolso e as informações são lidas pelo app, que preenche o relatório de viagem automaticamente.

Além disso, conta com funcionaliade GPS para cálculo de reembolso de km rodado – despesa comum nas viagens corporativas.

Para a equipe financeira e gestores, também fica mais fácil, rápido e prático. A automatização dos relatórios de viagem centraliza as notas fiscais e exibe relatórios em tempo real.

Assim, é possível aprová-los em seus celulares em apenas alguns cliquesdiminuindo o tempo gasto com retrabalho e burocracias.

Nossos clientes testaram, aprovaram e reduziram seus gastos com prestação de contas em até 88%!

Experimente o VExpenses gratuitamente e veja como a automatização pode melhorar os relatórios de viagem e a prestação de contas!

Veja também:  Estruturar processos financeiros: 5 vantagens de formalizá-los

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *